Campanha de Prevenção e Combate Contra Queimadas
Focando Motoristas nas BRs

Durante o verão, com a estiagem, as queimadas na Amazônia destroem ecossistemas e provocam desequilíbrio ambiental. A vegetação seca se torna frágil, então, áreas ao entorno das estradas e rodovias, são um verdadeiro pavio de pólvora. Muitos motoristas que trafegam na Amazônia cometem crimes ambientais, jogando objetos pela janela, provocando grandes incêndios.

Depois de vários anos sem queimar, o capim vai se acumulando. Com o período chuvoso novas folhas rebrotam, mas o capim antigo continua lá. Uma simples chama de fósforo, de cigarro aceso, os raios fortes do sol escaldante batendo em um vidro ou até mesmo o contato das latinhas (dependendo da temperatura) no mato seco pode ser o suficiente para dá inicio as queimadas.

Uma das principais, senão a principal causa das queimadas é a desinformação a respeito de como se relacionar com o lixo seja nos parques ecológicos, seja dentro da cidade ou em beiras de rodovia.

Os danos ambientais ocasionados pelas queimadas são irrecuperáveis. Além dos prejuízos com a flora, diversos animais são queimados parcial ou totalmente, criando um cenário infernal dentro da natureza que começa a gritar pedindo socorro.

A Campanha de Prevenção e Combate Contra Queimadas foi um projeto que objetivou minimizar as queimadas na região pré-amazônica. Tentamos combater as causas, para tanto, realizamos ações educativas focando motoristas e passageiros que transitam nas BRs. Esses condutores e conduzidos dentro das estatísticas aparecem como o principal grupo provocador de queimadas, a partir de margens de estradas e rodovias.

A Campanha aconteceu durante o período do verão Amazônico, que vai de agosto a outubro, em rodovias e estradas de grande trafego de carros, principalmente de caminhões.

Realizamos blitz itinerante, em diversos pontos das estradas, abordando carros de passeio, ônibus e caminhões: os motoristas e passageiros foram orientados sobre o comportamento ecologicamente correto durante a viagem; receberam informativos com exemplos de atitudes que evitam queimadas; foram alertados sobre a possibilidade de cometerem crimes ambientais, ao jogarem objetos pelas janelas, que facilitam o início do fogo.


Queimadas_BR_01.JPG
Queimadas_BR_02.JPG
Queimadas_BR_03.JPG
Queimadas_BR_04.JPG
Queimadas_BR_05.JPG
Queimadas_BR_06.JPG
Queimadas_BR_07.JPG
Queimadas_BR_08.JPG
Queimadas_BR_09.JPG
Queimadas_BR_10.JPG
Queimadas_BR_11.JPG
Queimadas_BR_12.JPG
Queimadas_BR_13.JPG
Queimadas_BR_14.JPG
Queimadas_BR_15.JPG
Queimadas_BR_16.JPG
Queimadas_BR_17.JPG
Queimadas_BR_18.JPG
Queimadas_BR_19.JPG
Queimadas_BR_20.JPG
Queimadas_BR_21.JPG
Queimadas_BR_22.JPG
Queimadas_BR_23.JPG
Queimadas_BR_24.JPG
Queimadas_BR_25.JPG
Queimadas_BR_26.JPG
Queimadas_BR_27.JPG
Queimadas_BR_28.JPG
Queimadas_BR_29.JPG
Queimadas_BR_30.JPG