Catalogação, Preservação e Recuperação de Nascentes na Amazônia.


Nascentes são manifestações superficiais de água armazenada nos chamados lençóis subterrâneos, são abastecidos por parte das águas de chuvas que penetram no solo pelo fenômeno conhecido por infiltração, o qual faz parte do ciclo hidrológico. As nascentes são os inícios de pequenos córregos que, ao se juntarem, formam ribeirões e rios. Em virtude de seu valor, inestimável, devem ser tratadas com cuidado todo especial.

Objetivando traçar um mapa das nascentes de vários afluentes e rios que compõe a, mundialmente, importante bacia hidrográfica Amazônica a ONG Estilo de Vida, prepara-se para fazer um grande trabalho de catalogação de nascentes, visando conhecê-las melhor, para poder preservar e recuperar essas importantes minas de água.

As nascentes estão basicamente em terras particulares, nas pequenas e grandes áreas agrícolas. O acesso a elas não é fácil, por conta disso, muitas se quer são conhecidas, tornando-se complexo qualquer trabalho de preservação, bem como, de recuperação, principalmente naquelas que se encontram destruídas ou mortas.

Vamos fazer um dos maiores estudos no Brasil, sobre catalogação e análise ambiental de nascentes na Amazônia. Nossas ações serão planejadas e atuaremos minuciosamente, para detectarmos possíveis causas de devastação. Para isso, iremos envolver estudantes universitários, pesquisadores e comunidade local, onde além do mapeamento será diagnosticado o melhor tratamento ser feito: de preservação ou recuperação.

A preservação das nascentes é uma situação emergencial, pois alguns resultados preliminares de estudos feitos em diversas nascentes, em riachos que margem cidades da Amazônia, revelam dados preocupantes, demonstrando a necessidade urgente de revitalização de áreas, uma vez que a não preservação destas nascentes pode acarretar na futura morte de afluentes importantes para bacia Amazônica, que é a maior mundo.

A área adjacente à nascente (APP) deve ser toda cercada a fim de evitar a penetração de animais, homens, veículos, etc. Todas as medidas devem ser tomadas para favorecer seu isolamento, tais como proibir a pesca e a caça, evitando-se a contaminação do terreno ou diretamente da água. Quando da realização de alguma obra ou serviço temporário, deve-se construir fossas secas a 30 m, no mínimo, mantendo-se uma vigilância constante para não haver poluição da área circundante à nascente.

Diante da necessidade da manutenção e fiscalização nos trabalhos de preservação e recuperação das nascentes, se torna de fundamental importância o envolvimento das comunidades nesse processo. Em especial dos proprietários de terras, onde existem quase todas as nascentes.

Além de um trabalho de educação ambiental que é determinante nesse projeto, vamos firmar parceria com membros das comunidades, que serão capacitados, para eles ajudarem na manutenção das práticas que contemplam as nascentes, bem como, na função de agentes multiplicadores dos ensinamentos do projeto em questão.

A cada etapa do projeto, serão gerados relatórios que servirão de base para universidades, pesquisadores, inclusive até, para o governo que poderá utilizar dados inéditos e confiáveis, paras destinar seus investimentos ambientas, no contexto em questão, beneficiamento principalmente a preservação das nascentes aqui na Amazônia.

Esse projeto é ação futura, portanto, será colocado em prática de acordo com as possibilidades financeiras da ONG Estilo de Vida.

O projeto "Catalogação, Preservação e Recuperação de Nascentes na Amazônia" é um excelente exemplo de ação ambiental que visa, sobretudo, proteger a maior bacia hidrográfica do mundo.

Você deseja ver esse projeto tornar-se Realidade?

Na verdade, ele só poderá tornar-se real, se você contribuir conosco!

Faça sua parte, ajude o planeta, precisamos de você para executar esse projeto, clique aqui "Preserve a Natureza"